Reforma da Previdência aprovada na Câmara: mais um golpe no trabalhador

Na noite desta quarta-feira (10), a Câmara dos Deputados aprovou em primeiro turno o texto principal da reforma da Previdência.  A proposta teve 379 votos a favor e 131 votos contra.

Para agilizar a aprovação, no dia 08/07, o governo de Jair Bolsonaro recorreu à “velha política” – que ele tanto criticou – liberando quase R$ 1 bilhão em emendas. No dia da votação, liberou mais um pacote de emendas que somam cerca de R$ 178 milhões. 

Para o presidente do Sindicato, Eliseu Silva Costa, o momento é de reflexão e mobilização . “Agora, sindicatos e trabalhadores deverão estar mais articulados. Devemos fazer uma autocrítica, analisar as perdas e retornar ao campo de atuação mais forte na busca de melhorias”, disse.

Após a votação, os deputados começam a discutir os destaques, ou seja, as propostas de mudança no texto. Essas votações podem se alongar até o fim de semana, vai depender dos ânimos dos parlamentares em encerrar os debates.

Com informações da Agência Brasil e El País

Astra Website Security