Faça a sua declaração do IR no Sindicato

O programa de preenchimento da declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física de 2018, ano base 2017, já está disponível no site da Receita Federal. O prazo para a entrega da declaração começa no dia 1° de março e vai até 30 de abril. No Sindicato dos Metalúrgicos, o atendimento será realizado no 2º andar, de segunda a sexta-feira, das 8h às 11h30 e das 13h às 18h, e aos sábados das 8h às 12h. 

Documentos necessários 

Alguns documentos devem ser anexados a sua declaração de imposto de renda. São eles:

  • Cópia da declaração do IR de 2017
  • Título de Eleitor (no caso do contribuinte que for declarar pela primeira vez)
  • Informe de rendimentos de todo serviço registrado (de janeiro a dezembro de 2017) e do INSS (n° do benefício)
  • Informes de rendimentos financeiros fornecidos pelos bancos
  • Nome e CPF de beneficiários de doações/heranças
  • Recibos de despesas escolares e de saúde 
  • Nome e CPF dos dependentes maiores de 8 anos, completados até 31 de dezembro de 2017. Para os menores de 8 anos, não é preciso indicar o CPF.
  • Nome e CPF de ex-cônjuges e de filhos para prestar contas sobre pensão alimentícia
  • Escritura de compra ou venda de imóveis
  • Documento de compra ou venda de veículos

 

Multa por atraso 

A multa para quem apresentar a declaração depois do prazo é de 1% por mês de atraso sobre o imposto devido, com valor mínimo de R$ 165,74 e máximo de 20%. 

 

Deduções

As deduções por dependente estão limitadas a R$ 2.275,08. As despesas com educação têm limite individual anual de R$ 3.561,50. A dedução de gastos com empregadas domésticas é de R$ 1.171,84. 

 

Novidades deste ano

O painel inicial do sistema terá informações das fichas que poderão ser mais relevantes para o contribuinte durante o preenchimento da declaração.

Neste ano, será obrigatória a apresentação do CPF para dependentes a partir de 8 anos, completados até o dia 31 de dezembro de 2017.

Na declaração de bens, serão incluídos campos para informações complementares, como números e registros, localização e número do Registro Nacional de Veículo (Renavam).

Também será incluída a informação sobre a alíquota efetiva utilizada no cálculo da apuração do imposto.

Outra mudança é a possibilidade de impressão do Documento de Arrecadação de Receitas Federais (Darf) para pagamento de todas as cotas do imposto, inclusive as que estão em atraso.

 

(com Agência Brasil)

0 Comments

No comments!

There are no comments yet, but you can be first to comment this article.

Leave reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *