Palavra do Presidente: mais um golpe nos direitos

A Reforma da Previdência avança com folga na Câmara. Perde o Trabalhador, perde o país. Com este governo, este será um processo irreversível. Reformas significam retrocesso e não melhorias para a população.

Não devemos nos iludir e muito menos deixarmos de lutar. Esse é nosso papel, esse é nosso trabalho.

Continuarmos nossas açoēs nas fábricas, marcando nossas posições junto aos trabalhadores será a única maneira de mantermos os sindicatos como legítimos instrumentos de defesa de direitos.

Perdemos sim. E faz tempo que estamos perdendo. Devemos, com isso, se quisermos de fato mantermos nossa luta, refletir sobre estas perdas, termos autocrítica e nos fortalecermos novamente.

Outros golpes nos direitos conquistados virão e não podemos desistir. Devemos ter clareza e firmeza de nossa missão e jamais desistirmos dela. Do contrário aí sim estaremos derrotados.

 

Eliseu Silva Costa
Presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Jundiaí, Várzea Paulista e Campo Limpo Paulista e da Federação dos Metalúrgicos do Estado de São Paulo

Astra Website Security