Oki: proposta de garantia de emprego e amparo ao demitido foi aprovada

Em assembleia realizada em 18 de setembro , os trabalhadores da Oki aprovaram a proposta de proteção do emprego e amparo ao demitido. O documento sindical, foi apresentado ao Ministério do Trabalho, em 22 de agosto, após a empresa demitir mais de 200 trabalhadores sem comunicar à entidade sindical.

 

Trabalhadores demitidos aprovaram o acordo no MTE

 

A princípio, a proposta contemplou os trabalhadores demitidos que tiveram direitos afetados. Foram eles que aprovaram o texto em mesa redonda realizada no Ministério. Sendo assim, o Sindicato ampliou a pauta para contemplar os trabalhadores ativos. O acordo assegura cesta básica por 12 meses, pagamento de 1/3 das férias – para trabalhadores que tiveram licença remunerada por mais de 30 dias – e garantias aos trabalhadores com direitos de estabilidades.

“Com a nova lei trabalhista, as demissões em massa que antes deveriam ser negociadas com a entidade sindical, perderam a obrigatoriedade. Mesmo assim, não aceitamos o posicionamento da empresa e fomos em busca de algo a mais para os trabalhadores que tanto se dedicaram por essa empresa. O nosso objetivo foi evitar um impacto social maior. Partimos para as negociações e foi possível contemplar os demitidos e avançar na pauta para proteger os ativos”, declarou do diretor sindical, Luis Carlos de Oliveira (Lú), ao lado da vice-presidente da entidade, Rose Prado, e do diretor de base, Daniel Silva.

0 Comments

No comments!

There are no comments yet, but you can be first to comment this article.

Leave reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *