Sindicato tem representante no Conselho da Pessoa com Deficiência

Sindicalizado desde 1974, o metalúrgico aposentado Antônio Zebber Filho, está representando o Sindicato dos Metalúrgicos no Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência (CMPD). Acompanhado da filha, Rosana Regina Zebber, que recebe tratamentos especiais por ter sofrido uma lesão cerebral quando nasceu, o aposentado participou da 1ª Plenária do Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência, realizada na manhã desta quinta-feira (6) no auditório do Paço Municipal. O evento teve como objetivo eleger representantes para debater políticas públicas voltadas para a pessoa com deficiência. 

“É muito bom estar representando o Sindicato dentro do conselho. Assim como eu, existem outros metalúrgicos que têm familiares e amigos com deficiência. E eles buscam oportunidades para essas pessoas. Essa parceria pode gerar ações futuras nas empresas voltadas para pessoas com deficiência”, disse Antônio, que se considera um ativista da luta em prol dos deficientes. 

A presidente recém eleita do Conselho, Ivanilde Oliveira de Jesus, que é deficiente visual, afirmou que fará de tudo para garantir acessibilidade aos deficientes. “Muitas pessoas de fora da cidade dizem que Jundiaí é uma cidade acessível aos deficientes, mas ainda é necessário melhorar muito. Estaremos reivindicando e debatendo para melhorar a nossa situação”, explicou. 

Presente na reunião, o diretor sindical Wilson Ribeiro (Med), ressaltou que é dever do Sindicato apoiar ações de cunho social. “Para nós, do Sindicato, é motivo de orgulho ter um representante que luta pela pessoa com deficiência. Nós queremos ampliar o nosso modo de atuação dentro da sociedade, faremos com que essa parceria possa evoluir para promovermos novas atividades na nossa entidade”, ressaltou Med. 

Esfera trabalhista 

Pela Lei Federal 8.213/91, empresas com 100 ou mais funcionários são obrigadas a destinar de 2 a 5% das vagas a pessoas com deficiência. elo da Empresa Amiga do Trabalhador com Deficiência e impõe a divulgação de quantas vagas são garantidas pela lei e quantas estão ocupadas. Em 2015, durante o período em que atuou como vereador pelo Partido do Trabalhadores, Natanael Onofre Matias (Caé) criou o Selo da Empresa Amiga do Trabalhador com Deficiência, projeto-de-lei aprovado que impõe a divulgação de quantas vagas são garantidas pela lei e quantas estão ocupadas.

 


Compartilhe este post

0 Comments

    No comments!

    There are no comments yet, but you can be first to comment this article.

    Leave reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *