Sindicato recebe o jornalista Paulo Henrique Amorim

O público lotou o auditório do Sindicato dos Metalúrgicos na noite de ontem (28) para acompanhar o lançamento do livro “O Quarto Poder – Uma Outra História”, obra de autoria do jornalista e apresentador do programa Domingo Espetacular, Paulo Henrique Amorim.

Além do jornalista, estavam sentados à mesa a líder da Associação dos Aposentados de Jundiaí e Região, Fé Juncal, o presidente do Sindicato dos Bancários de Jundiaí e Região, Douglas Yamagata, o presidente do diretório municipal do Partido dos Trabalhadores (PT) de Jundiaí, Arthur Augusto, e o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos, Eliseu Silva Costa. “Para nós é uma imensa satisfação poder receber uma grande personalidade como Paulo Henrique Amorim e líderes de outras entidades. Estamos atravessando um período de muita complexidade no cenário político e midiático, é necessário esclarecimentos para que possamos traçar novas estratégias em busca de mudanças”, disse Silva Costa.

Durante a apresentação, Amorim falou sobre o objetivo de sua obra que reúne diversas anotações pessoais e memórias de 50 longos anos de carreira nos mais diversos e importantes órgãos de imprensa do país . “Procuro contar a história da TV comercial brasileira e aplico essa narrativa à minha contribuição como repórter”, explicou. Em sua análise, ele acredita que, mais do que um “quarto poder”, a mídia trabalha como “primeiro poder”. “A imprensa é o poder que domina o Brasil”, disse.

“O Quarto Poder – Uma Outra História” relata histórias pouco conhecidas dos meios de comunicação do Brasil desde o período Vargas, passando pela criação da Rede Globo a partir do governo militar, e incluindo os bastidores de grandes momentos da história contemporânea como a ditadura militar e o período de transição dos governos Sarney, Collor, FHC, Lula e Dilma Rousseff.

Após a apresentação, veio o caloroso reconhecimento do público, que por sua vez tirou fotos e mais fotos ao lado do jornalista. Uma longa fila foi formada pelos admiradores para garantir um exemplar autografado.