Fundado em 28 de maio de 1946, o Sindicato dos Metalúrgicos de Jundiaí, Várzea Paulista e Campo Limpo Paulista completa hoje 69 anos de luta e história.

Nascido numa época de transformações históricas – como o fim da Segunda Grande Guerra e a deposição do presidente Getúlio Vargas, o Sindicato substituiu a Associação dos Metalúrgicos, criada em 1939, reunindo trabalhadores de empresas que se instalaram em Jundiaí a partir da década de 1930 e as que vieram para a região na década de 40, atraídas pela construção da Rodovia Anhanguera e, também, na década seguinte, com o projeto desenvolvimentista do governo do presidente Juscelino Kubitschek.

Com a instalação de montadoras e multinacionais no País, Jundiaí teve grande expansão do parque industrial, consolidando a vocação operária da região. Naturalmente, a classe trabalhadora ganhou maior importância e os metalúrgicos aumentaram seu grau de organização. E foi em julho de 1958 que o Sindicato inaugurou sede própria na rua XV de Novembro, na Vila Arens.

A sede foi totalmente reformada e hoje abriga um moderno prédio de cinco andares, dedicado à prestação de serviço aos metalúrgicos e suas famílias, bem como espaços voltados para a comunidade, como um cinema (CineArte), o Museu do Metalúrgico e a Associação dos Metalúrgicos Aposentados. Além da nova Sede, inaugurada em agosto do ano passado pelo ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva, o Sindicato conta ainda com um Clube de Campo, duas Colônias de Férias à disposição dos associados e o Espaço M, voltado para realização de eventos.

O Sindicato é um dos mais ativos e respeitados representantes da categoria em todo o Brasil. Só aqui na região, representa aproximadamente 35 mil trabalhadores. A atual diretoria foi eleita em 2012, sob a presidência de Eliseu Silva Costa.

Abaixo, confira a carta do presidente sobre o aniversário da entidade:

69 ANOS DE LUTAS E CONQUISTAS

Todo aniversário é um dia especial. Um dia que marca um novo começo, reforça nossos objetivos e nos lembra da responsabilidade que temos pela frente. O aniversário do Sindicato dos Metalúrgicos, no entanto, tem uma importância que vai além do universo metalúrgico.

Quando foi fundado, em 28 de maio de 1946, estava inserido num período de grandes transformações mundiais e nacionais. Desde então vem lutando ao lado do trabalhador metalúrgico por melhores condições de vida e, sobretudo por respeito, pela valorização de uma categoria importante para o País e que é parte fundamental do cenário que temos hoje na região.

Não se pode falar da história de Jundiaí, e depois de Várzea Paulista e Campo Limpo Paulista, cidades emancipadas há 50 anos, sem falar dos metalúrgicos. São mais de 35 mil trabalhadores, das grandes empresas multinacionais às pequenas oficinas.

É pra esse cidadão que o Sindicato trabalha. Trazendo serviços cada vez melhores, cultura, lazer mas, sobretudo atenção. Atenção que o trabalhador metalúrgico merece.

Esses 69 anos estão sendo completados em um momento difícil para a economia mundial, que atinge o Brasil e toda a região de Jundiaí de forma significativa.

Mas não vamos desistir da luta. Somos uma categoria poderosa, de homens e mulheres preparados. Capazes. Gente de fibra. Sabemos que unidos somos mais fortes.

Vamos comemorar. Lembrar nossa história e olhar pra frente, rumo aos 70 anos. A luta continua e, como sempre, seremos vitoriosos.

Felicidades a todos.

Eliseu Silva Costa

Presidente