Reforma trabalhista e conjuntura do país fomentam debate na Semana do Metalúrgico

“Não são só os deputados e senadores que devem falar pela gente. Nós também queremos falar!”. A declaração do presidente do Sindicato Eliseu Silva Costa, no vídeo exibido da Semana do Metalúrgico, abriu o debate sobre as reformas trabalhista e da previdência.

Realizado na noite de ontem (24/05), o debate aconteceu no auditório do Sindicato e expôs os perigos que as reformas representam para a vida dos trabalhadores e aposentados.

O secretário geral do Sindicato, Natanael Onofre Matias (Caé) foi quem deu as boas vindas aos convidados e falou da importância de debates como esse. “É papel do Sindicato fornecer subsídios para que os trabalhadores entendam o que está acontecendo no nosso país.”

Paulo Matsushita, da Anfip (Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil), foi quem abriu o debate e citou a frase dita por Eliseu, que enviou um vídeo de Brasília, onde participava dos protestos contra o governo, saudando os participantes do debate.

Em sua explanação, Matsushita traçou uma linha cronológica do atual governo Temer, destacando pontos importantes ocorridos nos últimos meses, como a aprovação da Terceirização, cortes nas bolsas da CNPQ, prorrogação da DRU, corte de 20% das farmácias Populares, corte de 50% do seguro defeso (pescador artesanal), entre outros pontos.

“Estamos passando por um momento histórico, muito importante. Caminhamos para um retrocesso sem tamanho. As organizações de base da sociedade vão ter que descobrir um novo projeto para o Brasil”, refletiu ele.

Na sequência, Dr. Erazê Sutti, advogado do Sindicato e presidente da Comissão de Direito do Trabalho da 33ª Subsessão da OAB Jundiaí, explicou sobre diversos pontos propostos pela reforma trabalhista, que desmontam direitos conquistados há anos e com muita luta.

Dr. Erazê Sutti apontou os principais pontos da reforma trabalhista.

 

“São mais de 200 lesões nessa reforma. É um absurdo o que estão querendo. É a precarização das relações de trabalho, o enfraquecimento da justiça que defende o trabalhador”, afirmou ele.

Diversos diretores do Sindicato participaram do debate, encerrado com perguntas feitas pela plateia.

A 2a Semana do Metalúrgico prossegue hoje (25), às 19h, com a palestra “Segurança e Saúde do Trabalhador”, no auditório.

Confira a programação para os demais dias:

SEXTA, DIA 26 
> Café da manhã para metalúrgicos aposentados, às 9h, na sede central. 
> Pesca Noturna, das 18h à meia-noite, no Lago Grande, no Clube de Campo

R$ 30 para sócios e R$ 60 para não sócios, para até 10 kg.

SÁBADO, DIA 27 
>Baile de Aniversário, às 22h, no Espaço M, com a banda San Marco Show

Mesas para 6 pessoas: R$ 300,00 para sócios e R$ 600 para não-sócios. Não serão vendidos convites avulsos nem é permitida a entrada com bebida alcoólica

DOMINGO, DIA 28 
>Confraternização da família metalúrgica no Clube de Campo, a partir das 12 horas.