Integrantes do Movimento Sindical Unificado de Jundiaí e Região fizeram pronunciamentos e panfletagem no centro da cidade, na manhã  da última terça-feira (20), com o objetivo de protestar contra as reformas trabalhista e da Previdência. 
 
Os manifestantes ocuparam o calçadão da rua Barão de Jundiaí, em frente ao Bradesco, e apresentaram as ações realizadas pelo Movimento e alertando a população sobre a retirada de direitos promovidas pelas reformas do Governo Temer.
“Não podemos permitir que um governo ilegítimo venha agir dessa forma. Devemos cobrar os nossos representantes. O deputado Miguel Haddad, por exemplo, foi contra os trabalhadores ao votar pela terceirização”, disse Paulo Santos Mendonça, do Sindicato dos Bancários de Jundiaí e Região. 
 
O diretor do Sindicato dos Metalúrgicos, Wilson Ribeiro, o Med, ressaltou que o Movimento Sindical continuará buscando alternativas para se manter ativo na militância. O diretor acredita que os atos irão reforçar cada vez mais os laços entre Movimento e a base trabalhista. “Realizamos um ato no dia 12 de junho ao lado das  frentes religiosas. Estamos utilizando a tribuna livre da Câmara Municipal de Jundiaí para expor as nossas ideias, e agora estamos prestes a iniciar um diálogo com a OAB. É assim que estamos trabalhando para amplificar cada vez mais o ponto de vista dos trabalhadores”, revelou o diretor. 

Os membros da frente sindical estarão até o dia 26 de junho, no mesmo local do ato, conversando com a população, tirando dúvidas e coletando assinaturas contra as reformas.  

O Movimento Sindical Unificado é formado por 17 entidades sindicais e está desde outubro do ano passado realizando reuniões com representantes sociais, políticos e religiosos, manifestações de rua e publicando manifestos com o objetivo de unificar a base trabalhista contra o desmonte de direitos.

Compartilhe este post

0 Comments

    No comments!

    There are no comments yet, but you can be first to comment this article.

    Leave reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *