“Minhas ideias estão no ar e não têm como prendê-las”, garantiu Lula em discurso

“Não pararei porque não eu sou mais um ser humano. Eu sou uma ideia, uma ideia misturada com a ideia de vocês. A morte de um combatente não para a revolução.” Com frases de luta e resistência, Lula discursou por quase uma hora em frente ao Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo, onde permaneceu por dois dias, antes de se entregar à Polícia Federal no início da noite de sábado (7).

Em seu discurso, também relembrou sua trajetória política, criticou o Judiciário, a imprensa, o processo que levou à sua condenação e disse que a prisão não encerrará suas ideias e os sonhos da população.

Lula incentivou a participação popular por meio de manifestações e protestos em defesa de ideias e propostas. “Minhas ideias estão no ar e não tem como prendê-las. Meu coração baterá pelo coração de vocês”, disse.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva está no prédio da Superintendência da Polícia Federal (PF) em Curitiba, onde ficará preso e cumprirá a pena. Na noite de sábado (7) , ele desembarcou no Aeroporto Internacional Afonso Pena, na capital paranaense, de onde foi de helicóptero para a superintendência.

Sua chegada foi acompanhada por manifestantes favoráveis e contrários e o clima foi de tensão. Foram explodidas bombas de efeito moral para conter a multidão. Apoiadores de Lula se emocionaram, cantaram e gritavam palavras de ordem, com bandeiras de movimentos sociais, entidades sindicais e de partidos políticos.

 

(Com Agência Brasil – Crédito foto Paulo Pinto- FotosPúblicas)

 

0 Comments

No comments!

There are no comments yet, but you can be first to comment this article.

Leave reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *